FacebookTwitter Hoje é terça-feira, 29 de julho de 2014
PLANTÃO   |   NEWSLETTER
 
 
 

Cadastre-se

Faça seu cadastro e tenha acesso ao arquivo, à seção múltipla e às promoções.
 
 
 
A Voz da Cidade

Plantão da Voz da Cidade

PM apreende adolescente sob suspeita de tráfico no Jardim Alegria saiba mais Vítima do golpe saidinha de banco perde R$ 2,1 mil saiba mais
BARRA MANSA Previsão para todas as cidades
16º 22º
MÍNIMA
MÁXIMA
 
 

TAGs

 
 

Cadastre-se

Faça seu cadastro e tenha acesso ao arquivo, à seção múltipla e às promoções.
 
 

   

Moradores se unem contra carga e descarga fora de horário permitido

FOTO: CRIS OLIVEIRA
Carta de reclamação conta com 15 assinaturas

BARRA MANSA

Moradores da Rua Bernadino Inácio da Silva, no Centro, travam uma luta contra um antigo vizinho. Eles afirmam que há três anos tentam alertar a gerência do Supermercado Floresta Supermarket sobre os carregamentos fora do horário permitido na parte de trás do estabelecimento, localizada na rua mencionada.

Em setembro de 2009, 15 moradores escreveram, assinaram e enviaram uma carta à ouvidoria relatando os transtornos causados pelo barulho do trabalho durante a noite ou madrugada, somado às conversas altas dos trabalhadores, geralmente permeadas de palavras de baixo calão. Outra reclamação relatada pelos assinantes é o ruído do barulho do gerador de energia do supermercado que, segundo afirmação dos moradores, estaria sendo ligado durante a noite, atrapalhando o descanso dos vizinhos. Junto à carta, os moradores enviaram ainda 49 fotos dos trabalhos sendo executados durante a madrugada.

O morador José Ary de Paiva, 62 anos, é comerciante e convive com o problema bem à sua frente. Isso porque o prédio onde ele mora é vizinho de frente aos fundos do Floresta, onde ocorrem as descargas de produtos. A janela da sala do apartamento do comerciante ainda fica em frente ao gerador do supermercado.

De acordo com Ary, já existe um histórico de transtornos relativos às atividades do estabelecimento. “Antes era pior. A gente tinha problemas com o lixo deles, e ainda tinham as descargas de sobras. Juntavam dezenas de pessoas aqui para esperar verduras e frutas que eram descartadas, mas ainda estavam em boas condições. O caminhão despejava e esperava as pessoas escolherem, era uma brigaiada. Ainda bem que este suplício passou”, contou o morador.

O fim destes transtornos ainda deu ao morador a esperança de negociar o horário da carga e descarga e de ligação do gerador. “Aqui não tem hora de parar, dá 23 horas, meia noite e eles estão trabalhando. Nas fotografias que enviei ainda tinham atividades mais tarde, de madrugada mesmo. O pior é que enquanto eles descarregam, ligam o rádio, falam alto e muitas vezes utilizam palavras de baixo calão. Nas quatro folhas de carta que enviamos, nós ainda sugeríamos que as atividades fossem paralisadas de 23 às 7 horas, em vez do horário de silêncio habitual que é de 22 às 6”, relatou Ary.

Ainda segundo o comerciante, apesar de trabalharem até tarde, as atividades são retomadas logo cedo. “Dá seis horas começa tudo de novo. O caminhão começa a apitar por causa do alerta da marcha ré e um carrinho com rodas de aço faz mito barulho por causa do atrito com o solo. Nós não dormimos direito e ainda somos acordados cedo. Eu já passei a dormir com algodão tampando os ouvidos”, afirmou.

O caso de Ary ainda é acentuado pela presença de sua sogra, idosa e portadora do Mal de Alzheimer. “Ela não consegue dormir. Se para nós já é difícil, imagina para ela. Eles estão ligando o gerador de18h30min às 21h30min. Esse é o horário que ela toma os remédios. O barulho tem incomodado de tal maneira que ela fica desnorteada, querendo sair. O desespero dela é tanto que ela tenta atravessar as paredes e já tentou até pular a janela”, contou a mulher de Ary, Maria Eulália Cruz Paiva, sobre a mãe.

Segundo informações da Guarda Municipal de Barra Mansa, o horário permitido para carga e descarga é das 8 às 11 horas e das 19 à meia-noite, durante os dias úteis e das 14 à meia-noite, aos sábados. Se algum cidadão presenciar a atividade sendo realizada fora deste horário, deve acionar a Guarda Municipal. A GM poderá pedir a retirada do veículo e a paralisação da ação e, em caso de resistência ou reincidência, pode haver multa de R$ 84, seguida de três pontos na carteira de habilitação.

A equipe do A VOZ DA CIDADE entrou em contato com a assessoria de comunicação do Floresta Supermarket e foi informado, por nota da gerência de marketing, que a empresa liga o gerador de 15h30min às 20h30min para economia de energia. Já em relação ao ruído do aparelho, a empresa fará uma vistoria para saber se está dentro dos padrões permitidos. Quanto à carga e descarga e ao barulho dos funcionários, a gerência de marketing informou que são funcionários de outra empresa que já foram contatados e orientados a não fazer barulhos nem conversarem, somente para realizar a descarga e ir embora.  

 

 

Postado em 06/11/2012 17:47:04

 
 
 
   
Outras notícias
19/07/2019 Presidente do Sicomércio palestra sobre o dia do comércio
14/10/2014 Começa a campanha Navegar Seguro
28/07/2014 Alunos da rede Municipal terão novidades no cardápio
 
Envie seu comentário
* Nome:
* E-mail:
Telefone:
 
   
* Comentário:  
Declaro expressamente que li as Condições Gerais
e aceito seus termos de forma integral. 
 

Economia

Shopping segue com liquidação até domingo
VOLTA REDONDA
Sindicato e Firjan inauguram Escola de Panificação
 
PORTO REAL
Peugeot é considerada a maior exportadora do estado para o Mercosul
 
BARRA MANSA
Comércio investe no Dia da Vovó para tentar alavancar vendas
 
 

Cidade

BARRA MANSA
Presidente do Sicomércio palestra sobre o dia do comércio
COSTA VERDE
Começa a campanha Navegar Seguro
ITATIAIA
Alunos da rede Municipal terão novidades no cardápio
RESENDE
Firjan destaca montadora por incentivo a exportação
 
Arquivo  |  Expediente  |  Assine   |   Anuncie  |   Pautas e Denúncias  |  Newsletter  |  Fale Conosco  |  Mapa do Site
© 1999 – 2011. Todos os direitos reservados.