FacebookTwitter Hoje é domingo, 20 de abril de 2014
PLANTÃO   |   NEWSLETTER
 
 
 

Cadastre-se

Faça seu cadastro e tenha acesso ao arquivo, à seção múltipla e às promoções.
 
 
 
A Voz da Cidade

Plantão da Voz da Cidade

Ciclista é atropelado na Lúcio Meira saiba mais Idoso é preso por porte ilegal de arma de fogo saiba mais
BARRA MANSA Previsão para todas as cidades
20º 27º
MÍNIMA
MÁXIMA
 
 

TAGs

 
 

Cadastre-se

Faça seu cadastro e tenha acesso ao arquivo, à seção múltipla e às promoções.
 
 

   

Polícia cumpre mandado de prisão contra acusado assassinato

FOTO: PEDRO CONFORTE
José Rpberto confessou a polícia a autoria do crime

BARRA MANSA

Agentes da 90ª Delegacia de Polícia (DP) cumpriram na tarde de terça-feira um mandado de prisão temporária expedido pela 1ª Vara Criminal da cidade. José Roberto de Almeida Silva, de 19 anos, foi preso dentro do Detran, onde trabalhava. Ele admitiu, no final da tarde de ontem, ser o autor de um assassinato, que aconteceu no último dia 18 de julho, na Rua Melvin Jones, na Vila Orlandélia, próximo à entrada do bairro São Francisco de Assis.

José era apontando como o principal suspeito de ter executado com quatro tiros, o vendedor de veículos Luiz Fernando Dias, de 21 anos. Ele teria uma dívida com Luiz Fernando. Além disso, depois do homicídio José levou o carro onde a vítima (Fiat Uno) estava e seu celular. A polícia iniciou as investigações através de mensagens dele enviadas para Luiz, marcando um encontro onde o crime foi cometido. Além disso, houve outros suspeitos, por conta que a vítima estava cobrando dívidas de outras três pessoas, além de José.

De acordo com o delegado da 90ª DP, Michel Floroschk, outros dois adolescentes tem envolvimento no crime. “Outras duas pessoas estavam no dia do crime. Todos estavam sendo cobrados por José. Os três se reuniram, um deu o dinheiro, enquanto José efetuou os disparos” explicou o delegado. O quarto homem que estava cobrado também iria participar, porém desistiu na última hora.

Em primeiro depoimento na delegacia, José negou qualquer envolvimento com o crime, porém, no final da tarde de ontem, ele admitiu ter efetuado os quatro disparos que mataram Luiz. Durante o dia de ontem, José deu três versões diferentes da situação.

No início das investigações, suspeitou-se de latrocínio, que seria roubo seguido de morte, porém, para Michel Floroschk, eles levaram os objetos depois. “Eles executaram a vítima a fim de ser verem livres de pagar o que deviam. Depois que Luiz já estava morto, eles resolveram pegar o carro e o celular da vítima”, completou.

Postado em 31/10/2013 09:02:49

 
 
 
   
Outras notícias
18/01/2018 Casal fica sob a mira de armas e tem caminhão levado por assaltantes
27/06/2014 Mãe é suspeita de abandonar bebê em estrada
16/04/2014 VANS DA POLÍCIA MILITAR PROMOVEM EXAMES PERIÓDICOS
 
Envie seu comentário
* Nome:
* E-mail:
Telefone:
 
   
* Comentário:  
Declaro expressamente que li as Condições Gerais
e aceito seus termos de forma integral. 
 

Economia

Nissan do Brasil inicia atividades em Resende
Agricultores de Floriano recebem certificação de produtos orgânicos
 
Rechuan recebe Dilma e Pezão na inauguração da Nissan
 
ITATIAIA
Prefeitura prorroga prazo do Programa de Recuperação Fiscal
 
 

Variedades

'Temos Vagas' retrata vida de jovem do interior na capital Fluminense
Aniversário da Ponte Velha é comemorado com exposição e auto
Exposição mostra história de Pereira Passos
Patrícia Correa: a arte de fotografar bebês
 
Arquivo  |  Expediente  |  Assine   |   Anuncie  |   Pautas e Denúncias  |  Newsletter  |  Fale Conosco  |  Mapa do Site
© 1999 – 2011. Todos os direitos reservados.